[junho 2019] Descubra como fazer um deck de investimento e o que deve ter nele

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Que tal ver o seu negócio de uma forma holística e estratégica, talvez dar uma recuada e aprender como fazer um deck de investimento? Na sua elaboração, poderá avaliar o seu modelo de negócio, as maneiras de comunicar a proposta de valor da empresa e fortalecer e reavaliar os propósitos. 

Para realizar o deck é preciso ter as respostas para as seguintes questões: para quê, quando, como, quanto, onde e de quem buscar o investimento. Tudo isso, antes de entrar em contato com as pessoas que detêm o capital.

Exercite bem o seu deck de investimento para que tenha resultados positivos. Agora, aprenda como colocar em prática. Confira! 

Entenda o que é um deck de investimento  

Deck de investimento ou pitch deck, é uma apresentação curta do seu produto ou negócio a fim de vender a ideia para possíveis investidores, sócios, parceiros ou até clientes. A terminologia ficou conhecida entre as startups, por elas procurarem aceleradoras, visando que seus negócios cresçam, usando essa forma de exposição. 

Geralmente, várias empresas ou pessoas em eventos de empreendedorismo, fazem o pitch deck para conseguir tirar seus projetos do papel, convencendo quem tem o capital a apostarem nos seus negócios. 

O empreendedor explica o que é o seu projeto, qual o mercado que atuará, as soluções oferecidas ao seu público e o que está buscando com aquela apresentação. Seu tempo para mostrar tudo o que precisa é de, no máximo, 20 minutos. A partir daí, pode se formar uma parceria ou fechar uma venda

Dicas de como fazer um deck de investimento  

Para um pitch deck bem-feito é necessário seguir alguns critérios para prender a atenção do investidor e você conseguir passar as principais informações.  

Mantenha a simplicidade  

Tudo que foi citado acima pode parecer difícil, mas é possível colocá-los em slides com algumas frases. Seja objetivo nas informações, para prender a atenção do investidor. Elimine os bullet points dos slides

Seja criativo 

Como sabe, o deck de investimento é rápido, assim não se prenda a informações desnecessárias. Coloque todos os dados importantes de maneira criativa, focando no que seu público deve conhecer para que atenda seus objetivos. Seja impactante. 

Tenha um insight único 

Um bom deck de investimento deve conter criatividade, insight e ser único, pois os investidores gostam de ver aqueles que chamem suas atenções. Abra suas mentes mostrando o mercado, cultura, gestão ou modelo de negócio, visando que eles tenham uma visão clara dos fundadores. 

Crie slides 

Busque referências ou produza sua apresentação com ferramentas que criam um pitch deck profissional, por exemplo o Canva, Prezi, apresentações do Google e Extra. Muitas já vêm com templates e funcionalidades para que você mesmo desenvolva sua exposição. Tenha bom sendo e inove com um design agradável. 

Estruture corretamente com ordem 

Em um deck de investimento há em média 15 slides e são necessários abordar pontos como: 

  • o problema que o produto ou serviço busca solucionar;  
  • como ele vai resolver o problema;  
  • dados do mercado em que atua projetando o futuro; 
  • descrição do produto ou serviço e seu funcionamento; 
  • estratégia do negócio; 
  • estudo dos concorrentes e como se sobressair; 
  • descrição da equipe e suas realizações. 

Conte uma história 

Não demonstre somente dados, use o storytelling para auxiliar na captura da atenção dos investidores ao fazer seu deck. Conte uma história em cada passagem de slide

Por exemplo, o que o levou a montar a startup, como foi o início dessa empreitada, de que maneira solucionou os problemas encontrados, as respostas do público-alvo e outras informações que considere importante. Assim, você vai envolvendo o investidor, criando empatia e interesse no seu negócio. 

Foi o que fez a AirBnb, ao apresentar sua plataforma para que as pessoas pudessem alugar casas ou mesmo disponibilizar quartos de aluguel para o mundo todo. A apresentação do pitch decks trouxe simplicidade e objetividades, de maneira que até uma criança entenderia.

Como fazer a apresentação do deck de investimento 

Uma das estratégias usadas para fazer a apresentação do deck de investimento é a regra 10/20/30, criada por Guy Kawasaki, especialista em tecnologia e marketing, além de ser um venture capitalist consagrado no Vale do Silício, nos Estados Unidos. 

A regra tem como base não ter mais de 10 slides, mas tem pessoas que chegam a 20. O tempo indicado de até 20 minutos é suficiente para contar a história e mostrar os principais pontos do projeto. Já os slides devem ter fonte de texto no tamanho mínimo de 30.  

Pense que você precisa criar um relacionamento com seus possíveis investidores, pois eles estão sempre em busca de novas oportunidades e gostam de empreendedores que visam fortalecer os contatos. 

Os seus investidores prospects não fecharam contrato com você logo na apresentação da sua pitch deck, mas nada impede que isso possa acontecer, também.

Mantenha contato com os potenciais capitalistas, fazendo follow-up, demonstrando o crescimento do negócio com faturamento real e previsto e demais números que agreguem valor. Eles prezam por uma equipe que trabalhe bem e colha bons resultados. 

Aproveite para encontrar entre os interessados, o investidor líder, que acredita no que você está desenvolvendo. Além dele investir trará para o negócio mais investidores. Ele será um curador que vai apresentar para você as pessoas certas. Será o primeiro a apostar com fé na sua empresa, validando seu potencial. 

Por exemplo, o GVAngels é uma empresa que visa fortalecer o ambiente de inovação e empreendedorismo dentro do Brasil. Ele promove o encontro entre empreendedores e investidores que já atuam no mercado. Bimestralmente, realiza fóruns para que as startups, selecionadas pelo Comitê de Seleção, apresentem seus negócios, mas fique atento, é legal ter um histórico de resultado.

O GVAngels foi fundado por ex-alunos da FGV-EAESP que acreditam que há como fomentar o empreendedorismo brasileiro, por meio das startups, encontrando as pessoas certas em ambas as pontas do negócio. 

Se você tem interesse em encontrar um investidor, neste post pode aprender como fazer um deck de investimento com todas as diretrizes para realizar uma boa exposição. Assim, conseguirá passar todos os pontos relevantes da empresa e atrair a atenção de possíveis investidores para o seu negócio. Para isto, a proposta deve estar bem estruturada, formatada e com informações importantes que despertem o interesse deles. 

Busque saber mais a respeito sobre o assunto acessando o site do GV Angels. Lá encontrará muitas respostas para suas dúvidas!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-